quarta-feira, 15 de maio de 2013

Susto

E estávamos na quarta cerveja quando eu perguntei pra ele de quem ele gostava.

- Não gosto de ninguém.

Meus olhos se arregalaram involuntariamente. Ele ficou vermelho e baixou a cabeça. Meu queixo caiu, enquanto meus pensamentos o atravessavam feito flechas envenenadas. Ele perguntou se eu estava bem, disse que eu tinha ficado pálida de repente. Aí eu desconversei e bebi mais um pouco de cerveja, mas a minha vontade era de dizer "que inveja de você".

Nenhum comentário:

Postar um comentário